ETCC – Fábio Mota prepara regresso em 2017

Fábio Mota estreou-se este ano no ETCC e faz um balanço positivo da sua estreia. O piloto tinha como objectivos ambientar-se a nova competição  e bater-se com os melhores pilotos de turismo da europa, objectivo que segundo o piloto foi amplamente conseguido:

“Quando decidi optar por este projecto sabia que teria um enorme desafio pela frente, um dos maiores da minha carreira, e tinha como objectivo prioritário bater-me com alguns dos melhores pilotos europeus de carros de Turismo e situar-me perante eles. Penso que esse objectivo foi amplamente alcançado – hoje sou um piloto mais completo, mais forte e ainda mais rápido. Estive consistentemente na luta pelos cinco melhores lugares, apesar de não ter um carro tão actualizado como a maior parte dos meus adversários, tendo conquistado um pódio logo no segundo evento.

No entanto, tivemos alguns azares, fomos envolvidos em incidentes sem que para eles contribuíssemos, o que acabou por nos penalizar na classificação do campeonato. No entanto, o balanço é francamente positivo, uma vez que ganhei um capital de experiência que será muito útil para o futuro. Foi uma época intensa e quero agradecer aos meus patrocinadores, família, amigos e fãs pelo apoio incrível que me deram ao longo do ano.”

O piloto teve como ponto alto de 2016 o pódio na Eslováquia e as provas em Vila Real. A prova em solo luso não lhe correu de feição, com muitos azares, mas Mota mostrou fibra de campeão e uma bravura ao alcance de poucos. Vila Real acabou também por ser um dos pontos mais baixos deste ano pois o piloto mostrou andamento ao nível de Manuel Pedro Fernandes e o azar retirou-nos a hipótese de ver os dois pilotos portugueses nos pódios das duas corridas.

foto: Cris Fernandes/ Chicane Motores
foto: Cris Fernandes/ Chicane Motores

Mas para o ano de estreia, Fábio Mota tem motivos para estar satisfeito e para ser orgulhar do seu desempenho.

Para 2017 o piloto pretende lutar pelo titulo e está a tentar arranjar o orçamento necessário para lutar por isso. O feedback das equipas é positivo, tendo inclusive recebido propostas tentadoras de outras equipas, o que diz bem das prestações do piloto. O piloto dá primazia à Lema Racing, equipa que defendeu este ano e que segundo o piloto tem feito um excelente trabalho mas irá também avaliar outras propostas e escolher aquela que mais se adequa. Esperemos que o piloto consiga o orçamento que pretende e que possa lutar pelo titulo em 2017.

Fonte: Sportmotores.com

Fàbio Mendes

 

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://www.circuitodevilareal.pt/wp-content/uploads/2017/05/11728841_1608813506073117_1700804965517783206_o.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 350px;}